PROJETO - BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS CANTADAS

PROFESSORA: Antonia
EDUCAÇÃO INFANTIL: NÍVEL V - 2011
DURAÇÃO DO PROJETO: 15 dias


 BRINQUEDOS
 E BRINCADEIRAS
 CANTADAS


 AGOSTO / 2011



1.APRESENTAÇÃO


         As brincadeiras de roda, as canções de ninar, as parlendas e tantas outras manifestações folclóricas fizeram parte do cancioneiro de todos os povos. No Brasil essas brincadeiras foram trazidas pelos portugueses e africanos. Foram também influenciadas pelos indígenas que aqui viviam esses vastos repertórios. outros povos que foram chegando (franceses, holandeses, alemãs, poloneses, italianos e japoneses) também contribuíram com suas canções e variações de brinquedos que encontravam nas regiões onde se estabelecem. Entretanto, os brinquedos cantados, de origens tão diversas, foram passando por variações e transformações constantes e chegaram a uma forma que reconhecemos como brasileira. Infelizmente esse nome “repertório” corre o risco de se perder, já que se canta cada vez menos em casa. As crianças chegam à escola desconhecendo as brincadeiras cantadas e encontram professores que também conhecem pouco. Assim estamos deixando de lado toda essa riqueza pela falta de transmissão do conhecimento.

 2. JUSTIFICATIVA

Partindo do pressuposto de que a escola tem o papel importante de incentivar o uso dos brinquedos cantados para que esse repertório imenso possa continuar fazendo parte da nossa cultura.
Como educadoras acreditamos que o brinquedo e a brincadeira são ingredientes vitais para uma infância sadia e para um aprendizado significativo, já que o brincar estimula o desenvolvimento intelectual da criança, como também ensina os hábitos necessários ao seu crescimento. Assim proporciona as crianças momentos de convivência social saudável, amiga e construtiva, pois através da brincadeira a criança atribui sentido ao seu mundo, se apropria de conhecimentos que a ajudarão a agir sobre o meio em que ela se encontra, reconhecendo a cultura brasileira, resgatando brincadeiras, jogos e cantigas de roda. Com as brincadeiras e jogos o espaço escolar pode se transformar num espaço agradável e prazeroso de forma a permitir que o educador alcance sucesso em sala de aula.
O abandono da prática dos brinquedos cantados e a inserção dos brinquedos tecnológicos tem levado a criança ao isolamento em relação a família e a sociedade, pois a vida da criança tem sido colocada na vida dos adultos. Os pais por não disponibilizarem de tempo, criam uma agenda de atividades preenchendo todo o tempo das crianças não sobrando tempo para as brincadeiras, com isso a prática das brincadeiras populares vão se distanciando cada vez mais das crianças tornando as sem uma infância feliz.
O resgate das brincadeiras e brinquedos cantados vai ao encontro das metas da ONU para o século XXI (relatório ideológico) que é: construir a sociedade para ser, para conhecer, e para se realizar. A escola é o único espaço que ainda resta para fazer o resgate das brincadeiras populares possibilitando a criança ao conhecimento e participação no imenso repertório quase desaparecido.




         “Pelas necessidades que as crianças têm de brincar é preciso criar sempre oportunidades em casa e na escola para que elas possam brincar livremente”
       Fonte: livro – Brinquedos e Brincadeiras na Comunidade – Pastoral da Criança - CNBB












3.OBJETIVOS

3.1 – GERAL

 Desenvolver um trabalho interdisciplinar de maneira prazerosa partindo da participação de diversos ritmos populares.
 Resgatar culturalmente alguns brinquedos e brincadeiras esquecidas.
 Resgatar o brincar espontâneo como elemento essencial para o desenvolvimento integral da criança, de sua criatividade e socialização, mantendo viva as tradições e a cultura dos povos introduzidos nos brinquedos e  brincadeiras populares.

3.2- ESPECÍFICOS

 Desenvolver a curiosidade pela linguagem escrita através do brincar.
♫ Registrar as diferentes formas de brincar.
♫ Desenvolver a comunicação e a expressão através de jogos e brincadeiras ampliando as possibilidades expressivas do próprio corpo.
♫ Participar de jogos que sigam trabalhadas regras em grupo.
♫ Ampliar a comunicação e expressão através de músicas e de jogos orais.
♫ Recuperar, com as crianças, brincadeiras criativas e divertidas.
♫ Analisar, interpretar construir gráficos e tabelas.  
♫ Exercitar o raciocínio, a memória;
♫ Desenvolver a harmonia em grupo;
♫ Estimular o gosto pelo ritmo e pela música.

4. CONTEÚDOS POR ÁREAS ESPECÍFICAS

4.1-LINGUAGEM

-Conversas informais – rodinha de conversa (sobre a invenção dos brinquedos e sua utilização);
-Listas de brinquedos e brincadeiras preferidas pelos pais e alunos -  no meu tempo de criança;
-Letras de cantigas de rodas;
-Brincadeiras folclóricas;
-Bolinha de gude, pipa, bambolê, bilboquê, carrinho de rolimã, ioiô, estilingue, amarelinha, amarelinha, esconde–esconde, pega-pega;
-jogos;
-Textos coletivos;
-Alfabeto das brincadeiras;
-Produzir trabalho de artes utilizando a linguagem do desenho, da pintura da colagem e da construção da escrita.


4.2-MATEMÁTICA

-Brincadeiras dos números vizinhos;
-Brincadeiras de pesca com peixinhos numerados; 
-Sequência numérica através de brincadeiras como: amarelinha, caracol, senhor rato está? E outras;
-Montagem de gráfico a partir de situações ou contextos trabalhados em sala de aula.
-Exploração de diferentes procedimentos para comparação de grandezas (maior, menor, alto, baixo, etc.);
-Atividades envolvendo os sinais de > maior, < menor, € pertence e não pertence € ;
-Confecção de jogo da memoria, bingo, dominó dos números e quantidades boliche, quebra cabeça, jogo das argolas, jogo de palito (churrasco);
-Classificar brinquedo por tamanho, e tipo, etc.;
-Comparação de brinquedos antigos e brinquedos modernos;
-Contagem sequenciada

4.3-NATUREZA E SOCIEDADE

-Aulas de campo (visitar o museu do brinquedo e a casa de Câmara Cascudo);
-Conversa sobre as cantigas de roda tradicionais que se destacam em algumas regiões do Brasil (trabalhando com mapa);
-Histórias dos brinquedos;
-Brinquedos e brincadeiras dos pais;
-Brinquedos e brincadeiras de outras regiões e de outras comunidades (indígenas);
-Pesquisar junto às famílias sobre as brincadeiras da infância;

4.4-ARTES

- Confecção de brinquedos utilizando materiais recicláveis (bilboquê, peteca, bola de meia, bolinha milonga, tamanco de lata.).
- Brincar com brinquedos de sua própria construção;
- Oficinas de brincadeiras;
Linha, forma, cor, textura, espessura;
- Apreciação, releitura plástica de obras de arte (Portinari - Meninos pulando carniça (1957), Moleques pulando sela (1958), Roda (Milton da Costa)
- Produzir trabalhos de arte utilizando a linguagem do desenho, da pintura, da colagem e da construção representadas em cada pintura;
- Exploração de pinturas com perguntas como: “ Que cores aparecem mais em cada obra”, “ Como são as crianças “Por que?” “Conhecem essa brincadeira?”
- Realizar as brincadeiras que encontrar nas obras de arte;
- Vestir a roupa dos bonequinhos (desenho e colagem de tecido – chita)

4.5-MÚSICA E MOVIMENTO

- Oficina de brincadeiras cantadas – várias do repertório cancioneiro populares;
- Gestos mímicos;
- Confecção de instrumento musical (chocalho);
-Brincadeira: dicionário musical – (escolhe-se algumas músicas, conhecida das crianças, algumas das músicas são tocadas e se faz uma parada a criança deverá continuar cantando a música onde esta parou);
- Montagem de um pequeno livro com algumas cantigas de roda (contido no material de apoio/encartados do livro ECO MIRIM);
- Organização de cartazes com algumas músicas tradicionais;
- Brincadeiras na quadra envolvendo utilizando alguns brinquedos folclóricos (confeccionados na escola).

5. METODOLOGIA

         O trabalho será desenvolvido mediante a rodas de conversas, confecção da faixa de apresentação do projeto, pesquisa em família, apresentação de vídeos relacionados a os brinquedos, brincadeiras e cantigas de roda (folclóricos), ouviremos CDs com cantigas tradicionais do universo infantil, realização de atividades xerografadas envolvendo todas as áreas do conhecimento, aula passeio (visitação ao museu do brinquedo IFRN e Casa de Câmara Cascudo), confecção de brinquedos folclóricos, painel retratando obras de arte de Cândido Portinari, participação das crianças nas brincadeiras cantadas, confecção de jogos envolvendo a matemática e a leitura (dominó, quebra cabeça, caça palavras...), pesquisas em revistas, recortes, colagens, pinturas, dramatizações...

6. RECURSOS DIDÁTICOS / MATERIAIS
PAPÉIS: - cartolina p/40               
 - papel madeira
  - cartolina comum
  - papel ofício p/40
 - cartolina color set
- tinta guache
- cola colorida
- lápis de cor
- giz de cera
- tesoura
- cola (branca / isopor)
- barbante
- lastex
CDs
- DVDs
- bexiga
- lã
- tecido (chita)
- fita adesiva
- cordão / barbante
- lata de leite
- meia
-garrafa pet
- pratos descartáveis







   








 











7. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES
      
DATA
        ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS
08/08
- Introdução ao projeto com roda de conversa e confecção da faixa para o MURAL.
10/08
- Conversa sobre a importância dos brinquedos cantados;
- Assistir um DVD de cantigas de roda na biblioteca
15/08
- Ouviremos o CD de cantigas de roda fazendo gestos e movimentos corporais;
-Apreciação e conversa sobre as obras de Cândido Portinari (meninos brincando, brincadeiras, meninos pulando carniça e outros).
17/08
- Confecção de bonecos personalizados utilizando tecido (chita);
19/08
- Aula de campo – museu do brinquedo e casa de Câmara Cascudo.
22/08
 Trabalhando com a letra de uma cantiga de roda (a escolher);
- Fazer a releitura plástica das aula de campo (o que vimos?).
- Confecção de bonecas de pano para montar uma ciranda no mural e peteca para os meninos.
24/08
- Cantigas com gestos na quadra (ensaio para a culminância);
- Reprodução da obra de Portinari – Meninos Pulando Carniça (será reproduzido usando pratos de papelão).
25/08
- Confecção da bolinha – “milonga” com bexiga, areia e elastex
- Brincando com as cantigas de roda na quadra
26/08
- Confecção do brinquedo – tamanco de lata.
29/08
- Brincadeiras na quadra usando os brinquedos confeccionados na sala;
-Ensaio para a culminância do folclore.
31/08
-Culminância na quadra com apresentação e exposição dos trabalhos realizados pelas crianças.

8. PRODUTO FINAL

         Espera-se que ao final do projeto as crianças sejam capazes de compreender e valorizar os brinquedos cantados passando assim a praticarem esse tipo de brincadeira, não permitindo que a infância de certa forma seja roubada e ainda que possam interagir com harmonia com o grupo em que convivem passando esse aprendizado para seus familiares. Que possam desenvolver as competências e habilidades necessárias para o convívio social.

9. AVALIAÇÃO

         A avaliação ocorrerá por meio de observações diárias com relação a participação e interesse da turma, tanto individual quanto coletivo ao realizar e interagir no desenvolvimento das diversas atividades proposta, e ainda quanto a mudanças de atitudes e incorporação de valores, grau de motivação e entusiasmo.


10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ABRAMOVICH, F. Brincando de antigamente. Belo Horizonte: Formato, 1966.
ARAÚJO, AM. Danças, recreação e música. São Paulo: Melhoramentos. v.II.
MELO, V. Folclore infantil. São Paulo: Itatiaia
PASTORAL DAS XCRIANÇA, Brinquedos e Brincadeiras na Comunidade. – 2. Ed. Revista
- Curitiba, 2008
- várias fontes da internet – blogs, sites, trabalhos acadêmicos, vídeos e outros.





DESENVOLVIMENTO PRÁTICO DO PROJETO COM A 
TURMA DO NÍVEL V - MANHÃ E TARDE - 2011




1,2,3...... INDIOZINHOS

23/08/11



 1,2, 3 INDIOZINHOS 

 4, 5, 6 INDIOZINHOS
7, 8, 9 INDIOZINHOS
10 NUM PEQUENO BOTE
VINHAM NAVEGANDO PELO RIO ABAIXO
QUANDO UM JACARÉ SE APROXIMOU
E O PEQUENO BOTE DOS INDIOZINHOS
QUASE, QUASE VIROU
MAS NÃO VIROU...........


BRINCADEIRA - PULA CARNIÇA
(Retratada na obra de arte de Cândido Portinari)
23/08/11



MENINO PULANDO CARNIÇA

Nessa brincadeira uma criança fica abaixada com as mãos nos joelhos (ela é a carniça) enquanto as outras formam uma fila. A primeira da fila corre e pula a carniça, seguida das outras. Depois as crianças vão revezando na carniça para que todos participem. Algumas variações incluem um chefe que escolhe um entre seus comandados para ser a carniça. Na hora de pular , o chefe utiliza algumas expressões na brincadeira como "Eu bato e ninguém bate" ou "Eu bato e todo mundo bate" dentre outras.
Quem fica na carniça pode fazer algum movimento inusitado como elevar-se ou abaixar-se e então, que estiver pulando pode levar um grande tombo, coisa normal entre a garotada. 













 Como as crianças do nível V são pequenas, mudei 
a posição, pedindo que ao invés de colocar as mãos
 no joelho fique com as mãos no chão facilitando
 para as demais participantes da brincadeira.




Brincar é preservar a cultura, pois há muitas brincadeiras e jogos que se preservam há anos e são passadas de geração em geração. Sem contar que essas brincadeiras variam de região para região e se propagam de uma região para outra. Portanto, exaltar a forma de brincar, as brincadeiras e os jogos é preservar a cultura do povo brasileiro, suas raízes e regiões.

Portinari foi o porta-voz do povo de seu país, retratou temas brasileiros, cenas de sua infância brincadeiras de bola de gude, botão, diabolô, ioiô, bilboquê, balão, pião, pique, barra-manteiga, pula-carniça, futebol, cirandas, etc. Obras que traziam a poesia, o sentimento, a suavidade e a cultura do povo brasileiro.



RELEITURA PLÁSTICA DA OBRA
 DE CÂNDIDO PORTINARI 
(Brincadeira de Roda)
AULA DO DIA: 16/08/11



CARTAZ COM AS PESQUISAS DAS 
CRIANÇAS TRAZIDAS DE CASA
AULA DO DIA 22/08/11




CONFECCIONANDO A PETECA 
QUE ENCANTAMENTO 
AULA DO DIA 22/08/11

MATERIAIS UTILIZADOS: JORNAL, TNT, DUREX
FITA ADESIVA E EVA





MURAL DO CORREDOR  COM OS TRABALHOS 
FEITOS PELAS CRIANÇAS 




VISITA AO MUSEU DO BRINQUEDO - 19/08/11 




PRÁTICAS DURANTE O DESENVOLVIMENTO 
DO PROJETO BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS FOLCLÓRICAS

                  A ACOLHIDA FOI IMPORTANTE PARA QUE TODOS 
                  PUDESSEM ENTENDER COMO DEVERIAM SE 
                  COMPORTAR DURANTE A VISITAÇÃO. 

                                    
OBJETOS DE ARGILA
                                
TUDO É NOVIDADE













BRINQUEDOS ANTIGOS QUE
 ENCANTAM A GAROTADA



JOGO DA ONÇA




CAMA DE GATO


APRENDENDO A JOGAR 




TODOS ATENTOS À EXPLICAÇÃO




MÓVEIS DA CASINHA DE BONECA

BONECOS / BONECAS DE PANO
































CONFECCIONANDO O BILBOQUÊ
AULA DO DIA 24/08/11
TURMA DA MANHÃ



  • PARA A CONFECÇÃO DO BILBOQUÊ USAMOS
  • FOLHAS DE REVISTAS, DUREX COLORIDO,
  • GARRAFA PET E CORDÃO/ BARBANTE. 


O MOMENTO DA BRINCADEIRA FOI EMOCIONANTE







(A ALEGRIA DE CONFECCIONAR O BILBOQUÊ)  






















 MÃO NA MASSA - É HORA DE CONFECCIONAR O PÉ DE LATA / TAMANCO DE LATA 






6 comentários:

  1. PARABÉNS! QUE BELO TRABALHO,VOCÊ ME DEU VÁRIAS IDÉIAS PARA DESENVOLVER COM MEUS ALUNOS.OBRIGADA.SIMONE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom poder ajudar minhas companheiras educadoras. Agradeço sua visita e seu recadinho.

      Excluir
  2. Parabéns! Quem idealizou e realzou esse belíssimo projeto. São trabalhos muito importante para o resgate de uma educação com valores para a vida toda.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns que Deus continue abençoando seu trabalho!!!

    ResponderExcluir
  4. PARABENS PELA CRIATIVIDADE E PELA ORGANIZACAO.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, gostei muito das ideias.

    ResponderExcluir

VOCÊ PODE GOSTAR DE: